Resumo Por Capítulo: Minha Vida de Menina

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

 

Fevereiro de 1893

Dia 15, quarta-feira

Helena comemora o fim do carnaval, pois apanhara de sua avó – o que nunca havia acontecido.


Tia Quequeta falava do baile de máscaras com muito entusiasmo, relatando brincadeiras de filhas com seus pais e de mulheres com seus maridos, sem que se reconhecessem. Helena, com treze anos, estava ansiosa para participar da festa, mas sua avó não permitiu. A menina chorou pela proibição e a avó lhe bateu dizendo que era para “chorar com razão”. Depois Helena ganhou um vestido novo e algum dinheiro, sentindo-se recompensada.


Dia 18, sábado

Helena entrou para a Escola Normal e preocupa-se em atender às expectativas de seu pai, sua avó e Tia Madge, que a consideram inteligente. Ela mesma não se acha tão esperta, mas sabe decorar o conteúdo, mesmo quando não o compreende, e gosta de escrever, uma das principais atividades da escola. Ela também lê muitos romances, incentivada por seu pai, mas agora só poderá fazê-lo durante as férias, para as quais já está ansiosa.


Dia 19, domingo

Helena não gosta de mingau de fubá por achar que ele dá mais fome e por considerar que há receitas bem melhores para se fazer com fubá, como bolo, broa ou cuscuz.


Siá Ritinha, uma ladra de galinhas da região, ao saber que Helena não gosta de mingau e que come dois pepinos todas as manhãs, passou uma noite inteira falando a sua mãe que o legume era muito venenoso e adoecia as pessoas. A garota ficou com vontade de perguntar se roubar galinhas também não fazia mal.


Dia 21, terça-feira

Depois da escola Helena foi à casa de suas tias inglesas onde um amigo, Seu Benfica, a convidou para verem o espetáculo de fantoches. A menina adorou a apresentação e Benfica prometeu levá-la mais vezes, mas suas tias advertiram que o homem nem sempre cumpria o que prometia, por conta de sua mulher.


Dia 23, quinta-feira

Ao irem à casa de Tia Aurélia, onde seus filhos montaram e exibiram um telégrafo que ia de uma sala à outra, Helena percebe que sua mãe gostaria que seus filhos fossem inteligentes como os de Aurélia, mas sabe que isso não acontecerá devido à situação financeira e às ocupações de seu marido, que não tem tempo para orientar as crianças.


Dia 25, sábado

A avó de Helena costuma distribuir esmolas aos necessitados e ficou surpresa quando Siá Fortunata, mãe de Bertolino, recusou a ajuda. Corria um boato que seu filho havia se envolvido com homens que estavam passando notas falsas na região e essa recusa era uma confirmação desse fato. Helena ficou espantada quando compreendeu a situação.


Dia 26, domingo

Correu pela cidade a passeata de Bambães, um homem que pede dinheiro para a construção de uma igreja no Rio Grande. A obra nunca avança e o povo desconfia que as doações vão para o bolso do homem, mas a avó de Helena continua a dar as esmolas acreditando que é preciso construir uma nova igreja.


Dia 28, terça-feira

A avó de Helena arrumou toda a chácara para receber o Santíssimo, que veio da Sé em procissão. Helena ficou com pena de Andresa, que estava doente e o recebeu em sua cama.

 

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo: