Resumo Por Capítulo: Memórias de Um Sargento de Milícias

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

Primeira Parte

3 - Despedida às travessuras


Assim que ganhou intimidade com a nova casa, Leonardo pôs em prática suas tradicionais traquinagens: atormentava os transeuntes, os clientes de seu padrinho e os vizinhos. Mas o barbeiro, velho solitário, se encantou pelo garoto e via todas suas diabruras como brincadeiras inocentes.


Logo começou a fazer planos para o garoto, considerando que mesmo com seu temperamento havia de arranjar algo para fazer, lembrando de que ele mesmo “arranjou-se”, mas sem explicar bem como. Então pensou em mandar Leonardo para estudos em Coimbra, mas decidiu que ele deveria ser um clérigo, rezar missas, e assim provaria à vizinhança a bondade que enxergava no garoto.

Aos nove anos Leonardo soube dos planos de seu padrinho, que lhe deu alguns últimos dias para se divertir em suas travessuras. O menino, que não gostava nem de ir à missa, pouca atenção deu ao planejamento feito e concentrou-se na “permissão” a ele concedida, e saiu a fazer suas brincadeiras.


O narrador explica um costume da época, uma procissão que se realizava geralmente às quartas-feiras, por padres e irmãos, num caminho que representava a via-sacra. No meio do evento religioso, outros “devotos”, jovens garotos, se divertiam ao zombar das rezas e cantos, gritando obscenidades e atormentando os seguidores. Vendo tal movimento Leonardo resolve, no uso de sua “permissão”, se embrenhar na “festa”. Conhece outros dois garotos de sua idade e quando percebe está no fim da via-sacra, na Igreja do Bom Jesus.

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade