Resumo Por Capítulo: Helena

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

Capítulo 4


Durante as primeiras semanas Helena passava por algumas provas de suas qualidades pelos membros da família, pela criadagem e pelos visitantes da casa. Além de muito bem dotada em estudos, artes e línguas, Helena tinha a habilidade de se adaptar a quaisquer situações, saindo-se bem sempre.


D. Úrsula ainda não havia cedido completamente à nova moradora, mas já não lhe tinha tanta repulsa. Estácio, apesar de inicialmente desconfiar da espontaneidade da garota, logo cedeu por completo à sua agradável convivência. Os escravos seguiam a postura de sua senhora, à exceção do jovem Vicente, de 16 anos, que era muito apegado ao conselheiro e viu em Helena uma continuação deste afeto. Também o Padre Melchior, que era muito próximo do conselheiro, não tratava a moça com frieza.

Outras pessoas que visitavam a casa se comportavam como espelhos de D. Úrsula: Dr. Matos e sua mulher; Coronel Macedo e seus dois filhos.


Dr. Matos era um advogado que sabia pouco de leis: se interessava mais por botânica ou geografia, distante de debates políticos, era um bom conviva para um jantar ou uma partida de gamão. Sua mulher fora uma bela jovem e dizia-se que o conselheiro já a havia feito a corte, mas ela a recusara delicadamente.


Coronel Macedo era, na realidade, um major – ganhou o apelido de Coronel pelos amigos. Era um homem de muitas experiências e imaginação fértil. Tinha um filho de vinte anos, estudando em São Paulo, e uma filha de vinte e três, prendada, porém não muito formosa.


Em agosto Helena já tinha uma posição consolidada na casa: D. Úrsula mantinha com ela uma boa convivência, assim como os demais. Apenas Camargo demonstrava alguma aversão pela garota.

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade