Resumo Por Capítulo: A Relíquia

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

Capítulo 2


Em um domingo Teodorico chegou a Alexandria, primeira parada de sua viagem à Terra Santa. Topsius, um orgulhoso alemão, historiador e arqueólogo, estava em sua companhia desde Malta, onde se conheceram e descobriram que fariam o mesmo trajeto. O estudioso seguia uma tradição familiar de pesquisas e estava ali para saber mais da história dos Herodes.


No hotel, o autor pediu informações a um funcionário sobre onde encontraria uma mulher para amar. Seguiu as indicações e encontrou Miss Mary, uma inglesa por quem se apaixonou e passou a chamar de “Maricoquinhas”. Topsius a intitulou “nossa simbólica Cleópatra”. Os três faziam passeios e jantares juntos.


Chegado o dia de embarcar rumo a Jerusalém, Teodorico já sofria de saudades de sua Maricocas, que lhe deu de lembrança uma camisa sua. Por dois dias ele ficou trancado no quarto da embarcação, abraçado à camisa.


Em um sonho Teodorico estava acompanhado de Adélia, sua amante em Portugal, e de Maricocas, quando surgiu a figurado diabo, que apresentava e comentava a crucificação de Cristo: era o surgimento de mais um deus, mais uma religião – que ele considerava muito tediosa e cheia de sofrimento.


Topsius chamou Raposo com grande excitação: chegavam à Palestina. O autor desembarcou no sítio histórico com seu desinteresse habitual – estava ali somente para agradar Tia Patrocínio. No hotel em Jerusalém logo se interessou pela mulher de um homem forte e grosseiro, que descobriu ser sua vizinha de quarto – a quem Topsius apelidou Cibele.


Durante os passeios pelos locais sagrados, Teodorico estava mais preocupado encontrar sua Cibele no meio da multidão. Por todos os lados havia pedintes, crianças pobres e vendedores de falsas relíquias que o importunavam.

De volta ao hotel, ao ouvir que alguém se banhava no quarto ao lado, Teodorico arriscou-se em ir ao corredor e olhar pelo buraco da fechadura para encontrar sua Cibele. Foi surpreendido, no entanto, pelo marido que vinha de fora, viu a cena e lhe deu pontapés. Assim, ele passou a primeira noite em Sião tratando seus hematomas.


Na noite do dia seguinte os dois amigos foram à casa de Fatmé, uma senhora que oferecia um serviço de entretenimento com belas dançarinas. Após pagarem pela apresentação, no entanto, arrependeram-se ao ver que as moças ou tinham olhos vesgos e dentes podres, ou eram avessas a qualquer contato mais íntimo.


Retornando ao hotel, Teodorico concentrou-se em escrever uma carta à Titi, na qual relatava muita santidade e devoção em seus passos pela terra sagrada. Em seguida, recuperou o embrulho com a camisa de Mary e a beijou com saudades.


Na manhã seguinte rumaram para o rio Jordão, passando pelas ruínas de Jericó e pelo Mar Morto. Após se banhar nas águas sagradas, conforme orientou sua tia, Raposo encontrou numa colina uma árvore de espinhos a qual pensou que poderia ser a mesma que originou a coroa de Cristo: estava ali a relíquia que agradaria sua tia. Antes de coletar um galho, entretanto, rezou para que aquela madeira não fosse tão sagrada a ponto de que a Titi se curasse de suas enfermidades e demorasse muito a morrer – pois assim sua herança demoraria muito.

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade