Resumo Por Capítulo: O Alienista

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

 

12 - O final do parágrafo 4º


No parágrafo 4º do ofício de Simão estava o novo conceito de loucura que seria tratada na Casa Verde: o equilíbrio perfeito das faculdades. A Câmara decidiu legislar sobre o assunto para evitar novos extremismos, determinando o prazo de um ano para a avaliação do sistema.


Os vereadores aprovaram uma regra que impedia que eles próprios fossem internados, sendo Galvão o único legislador contrário a esta medida. Por considerar os argumentos deste vereador muito equilibrados, ele foi o primeiro a ser internado.

Padre Lopes e a esposa do boticário também se enquadraram no novo perfil de loucura, sendo levados à Casa Verde. Ao saber do confinamento da mulher, Crispim declarou que agiria com violência contra o antigo amigo. Um senhor procurou Dr. Simão para avisar-lhe do perigo que corria e o médico, avaliando a extrema sensatez deste senhor, também o internou.


Em cinco meses havia dezoito pessoas alojadas na Casa Verde, o que confirmava a validade da nova teoria de Bacamarte. As internações só eram efetuadas após um detalhado estudo dos comportamentos suspeitos: na dúvida, o doutor elaborava testes em que as pessoas eram incentivadas a agir de maneira pouco razoável, para se livrarem da internação.


Os novos loucos eram classificados entre modestos, tolerantes, verídicos, símplices, leais, sagazes, sinceros… Os familiares destes se rebelaram contra o novo sistema: pediram mudanças à Câmara e buscaram a liderança de Porfírio. O barbeiro, entretanto, recusou envolver-se em novos conflitos. Esta atitude equilibrada lhe rendeu mais uma internação no hospício.

 

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade