Resumo Por Capítulo: Memórias Póstumas de Brás Cubas

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

 

68 - O vergalho


Logo depois de ajustar a tal casinha, Brás Cubas avistou na praça dois negros, um açoitando o outro. Aproximando-se identificou Prudêncio, seu antigo escravo, que seu pai libertou, agora com um escravo próprio.


Cubas questionou Prudêncio o porquê daquela violência, e ele explicou que aquele era um escravo folgado que bebia muito. Brás pediu que ele fosse perdoado, e seu ex-escravo o atendeu.

Continuando seu caminho, Brás Cubas pôs-se a pensar que a violência de Prudêncio com seu escravo era apenas a réplica da violência que ele havia recebido quando ele mesmo era escravo – violência essa originária do próprio Brás, que tinha o costume de montar no negro, lhe pôr arreios, tal qual um animal.

 

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade