Resumo Por Capítulo: Diva

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios):

 

Capítulo 14


No baile na casa de D. Matilde, Emília era objeto de adoração de vários pretendentes, deixando Amaral enciumado. Ele saiu do salão para fumar e passou a ouvir a conversa de Emília com um destes senhores.


Tratava-se do Dr. Chaves, um político prestigiado que dizia dedicar-lhe todo seu amor. Emília, entretanto, dizia que um homem tão importante, com tantas ocupações, não deveria ter tempo disponível para dedicar ao amor.

Em seguida surgiu Álvares, um jovem poeta, que questionou se a garota havia lido seus versos. Emília afirmou que leu, mas que ele amava mais sua arte do que iria amar a uma mulher. O jovem disse que tinha uma outra poesia que a convenceria do contrário, mas quando tirou o papel do bolso e foi entregá-lo, ele voou pela janela. Amaral apossou-se do escrito antes que Álvares aparecesse para procurá-lo.


Amaral retornou ao salão e encontrou Emília junto a outro cavalheiro, o tenente Veiga. A moça deu a este homem uma violeta, a qual ele prendeu a sua farda. Sofrendo com a cena, Amaral foi à mesa de jogos.


Mais tarde Emília procurou o médico para a última dança, reparando que ele havia sumido durante boa parte da festa. Amaral argumentou que ele não possuía prestígio social, nem talento artístico para entretê-la. Percebendo que o rapaz escondia algo que gerava sofrimento, Emília pediu que ele fosse sincero e revelasse a ela. Amaral respondeu que não poderia dizê-lo naquela hora, então Emília combinou que se encontrassem no dia seguinte, logo pela manhã.

 

Faça o download do eBook completo, em formato PDF:


Ou continue lendo online (com anúncios) navegando abaixo:


Publicidade
Publicidade